UC II

UC II – Colágeno do tipo II

O colágeno tipo II é uma proteína semelhante à natural do organismo, produzida em laboratório a partir das fibras de colágeno da cartilagem e dos ossos de frangos e de bovinos.

A sua produção zela por manter todas as propriedades originais da proteína e não hidrolisá-la, ou seja, não quebrá-la, conservando-a da melhor forma com temperatura ideal durante o processo.

Venda sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia. Saiba tudo clicando aqui

 

Adicionar à Lista De Desejos
Adicionar à Lista De Desejos

Descrição

Afinal, o que é colágeno tipo II e por que ele é importante?

Colágeno tipo II Provavelmente, você já ouviu falar sobre colágeno — aquela substância naturalmente produzida pelo corpo humano que é responsável pela firmeza e pela elasticidade da pele, das unhas e do cabelo.

Ele é responsável por manter nossa pele jovem, bonita e viçosa. Além disso, também contribui para conservar cabelos e unhas fortes e, ainda, preservar a integridade de ossos, cartilagens e tendões.

 

Mas, você conhece o colágeno tipo II? E sabia que esse composto pode auxiliar no combate às dores articulares? Na medida em que vamos envelhecendo, o corpo diminui a produção natural de colágeno. Assim sendo, muitas vezes, a suplementação é necessária.

 

Quer saber quando repor essa substância no seu organismo? Então, continue a leitura deste artigo, pois, nele, vamos falar sobre os benefícios que essa proteína proporciona para nossa saúde e para nosso bem-estar.

Quais são os tipos de colágeno?

Colágeno tipo I

garota com pele e cabelos perefeitos

O colágeno tipo I ou colágeno hidrolisado — como é popularmente conhecido — é uma proteína extraída de ossos e cartilagens de animais como bois e frangos. Durante o processo de fabricação da substância, há uma quebra de moléculas em partículas menores, o que facilita sua absorção pelo nosso organismo.

O colágeno hidrolisado é indicado para:

  • melhorar a firmeza da aparência da pele;
  • fortalecer cabelos, unhas e articulações;
  • tratamento para osteoporose;
  • melhorar a pressão arterial;
  • prevenir úlceras gástricas.

Para quem precisa do suplemento, médicos e nutricionistas recomendam que sejam consumidos 10g de colágeno hidrolisado diariamente. Ele deve ser tomado dissolvido em água ou suco, de preferência em combinação com a Vitamina C, pois ela potencializa seus resultados.

Colágeno tipo II

Jogador com dores no joelho com praia de fundo

O colágeno tipo II é uma proteína semelhante à natural do organismo, produzida em laboratório a partir das fibras de colágeno da cartilagem e dos ossos de frangos e de bovinos.

A sua produção zela por manter todas as propriedades originais da proteína e não hidrolisá-la, ou seja, não quebrá-la, conservando-a da melhor forma com temperatura ideal durante o processo.

Esse tipo de colágeno é vendido em farmácias de manipulação, na forma de cápsulas, para quem necessita tratar ou prevenir doenças articulares como:

  • artrite e osteoartrite;
  • artrose e osteoartrose;
  • artrite reumatoide;
  • lesões nas articulações;
  • lesões de cartilagem.

Além de ajudar no tratamento das doenças, o colágeno tipo II também pode ser usado para preveni-las, já que pessoas cada vez mais jovens são atingidas pelas doenças articulares. Isso acontece principalmente no caso de pessoas que praticam atividades físicas de alta intensidade, como corrida e exercícios de impacto como crossfit.

Diferença entre colágeno tipo I e colágeno tipo II

gêmeas brincando no sofá

A diferença entre o colágeno hidrolisado e o não hidrolisado é que o primeiro é fabricado com finalidades mais estéticas, como dar força e brilho para cabelos e conservar a firmeza da pele. Já o colágeno tipo II é específico para agir nas articulações, mantendo sua integridade e prevenindo doenças relacionadas à falta dessa proteína no organismo.

Outra diferenciação é na quantidade de suplementação diária. Enquanto a indicação para o colágeno hidrolisado é de 10g, para o tipo II, 40mg já são suficientes. Isso porque ele é um produto mais concentrado e não precisa de grandes quantidades para proporcionar os resultados desejados.

Mas vale lembrar que a proporção recomendada depende da idade da pessoa e do objetivo da suplementação. Somente um profissional capacitado pode orientar corretamente em relação a isso.

Como agem os colágenos hidrolisado e não hidrolisado?

Agora que você já sabe o que é essa proteína e as principais diferenças entre os colágenos tipo I e tipo II, vamos mostrar como cada espécie dessa substância age em nosso corpo. Confira!

Como age o colágeno tipo I ?

A função do colágeno hidrolisado é repor a proteína que foi perdida pelo organismo por causa do avanço da idade. Esse processo de perda de colágeno começa por volta dos 30 anos e, a partir dos 50, os níveis dessa proteína no organismo tornam-se bem baixas.

Como citado, o consumo diário do colágeno hidrolisado promove diversos benefícios para o corpo humano, ajudando a regenerar os tecidos da pele e deixando a pessoa com aparência mais jovem e bonita. Ele atua prevenindo as rugas, a flacidez, o envelhecimento precoce e impedindo que unhas e cabelos se tornem fracos e quebradiços.

Sua ação no organismo é de dentro para fora e, por isso, tomá-lo em sua versão em pó é considerado bem mais eficaz do que utilizar cremes antirrugas, por exemplo — mesmo aqueles que possuem a substância em sua composição.

Como age o colágeno tipo II ?

O suplemento de colágeno tipo II atua na reposição do colágeno perdido nas articulações e combate o processo inflamatório nessas regiões. Se a origem da doença for autoimune, como no caso da osteoartrite e da osteoartrose, isso significa que o próprio corpo ataca e destrói as articulações.

Nesse caso, a ingestão oral do colágeno tipo II ajuda o organismo a reconhecer e tolerar a proteína, sem atacá-la, colaborando para que as dores e as inflamações cessem.

Em todos os casos, o colágeno tipo II é muito indicado para recuperação de movimentos, reconstrução de cartilagens e melhora na saúde das juntas. Também contribui para ossos mais resistentes e músculos mais firmes.

Quando tomar o colágeno tipo II ?

As cartilagens garantem plena flexibilidade e mobilidade ao corpo. Porém, com o passar dos anos e devido a algumas doenças, é normal que haja desgaste e perda de colágeno, ocasionando dores e dificuldades de movimentação, uma vez que o amortecimento entre os ossos diminui.

O colágeno tipo II pode ser tomado por pessoas de todas as idades que sofrem de alguma das doenças ortopédicas articulares e por quem pratica exercícios físicos intensos. Uma cápsula por dia costuma ser a dose recomendada, mas a quantidade certa só pode ser definida por um médico ou nutricionista.

Não pense que você pode tomar a decisão sozinho de tomar o suplemento. Embora não haja comprovação científica de efeitos colaterais, tomar o colágeno sem orientação pode trazer prejuízos, inclusive, ao seu bolso, uma vez que você pode investir em algo que não dará os resultados esperados.

E não se esqueça que, para uma melhor qualidade de vida, é importante estar atento a esses sinais de atrito nas articulações. Caso sinta dor ou incômodo, não hesite em procurar um médico, pois talvez seja necessário repor o colágeno tipo II no organismo, ingerindo-o na forma de suplementação.

Informação adicional

Peso0.3 kg
manipulamos-esta-formula

Através de Prescrição Farmacêutica

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.